Follow by Email

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Sticker's em Amsterdã

Vou postar um vídeo que achei bem legal no youtube que mostra vários Sticker's em Amsterda-Holanda. O vídeo é do . Realmente Amsterda tem uma cena bem interessante. Pude comprovar em dezembro de 2010, onde também notei vários grafitis.

Enjoy the vídeo.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Sticker's Art, a arte dos adesivos.



O sticker art ainda não popularizou-se muito bem no Brasil. Com a cena mais forte em São Paulo e Rio de Janeiro, ainda está em processo de aceitação e divulgação na maioria das cidades brasileiras.

Segundo o site wikipédia.org, "Sticker art é uma modalidade de Arte urbana. Seu nome em Inglês, pode ser traduzido como arte com etiquetas adesivas. É uma manifestação da arte pós-moderna popularizada na década de 1990 por grupos urbanos ligados à cultura alternativa.

O trabalho pode ser realizada com o propósito de transmitir uma mensagem ou pelo simples prazer de enfeitar a rua expondo seu gosto ou ponto de vista no alto de um poste, no final de uma placa ou até mesmo no pé de um muro".

O blog indica um ótimo site britânico especializado em Sticker art. O url é: http://streetstickers.co.uk/ lá você encontra fotos de vários sticker's na Inglaterra, de várias cidades. Chama a atenção a criatividade dos adesivos, dos desenhos. Na Inglaterra o sticker art é bem popular, principalmente em bairros de Londres como Camden Town e Brick Lane. Vale a pena visitar o site para abrir a cabeça e ter novas idéias.

Fica a dica.

Perfil do Blog no Facebook. Search and click in LIKE!

Nesta quinta-feira eu terminei de fazer a página do Art na Rua no Facebook. Agora estamos oficialmente na rede social mais popular do mundo. EM breve teremos também perfil no twitter e talvez no Orkut.

Visite o nosso perfil, opine, e claro, compartilhe e seja nosso fã. Assim você terá mais uma maneira de saber o que rola no mundo da Art na Rua.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Adelaide Street Theatre Festival

O Adelaide Street Theatre Festival, em Adelaide-Austrália reuni vários artistas de rua da Austrália e também convidados de outros países. No vídeo logo abaixo, o artista que se apresenta é o Jethro's. Quem sabe um dia ainda teremos iniciativas como esta no Brasil, e melhor ainda se for aqui na nossa Brasília. Parabéns para os artistas que tem as ruas como palco de sua arte. Em um mundo cada vez mais corrido, em que as pessoas precisam que o dia tenha 25, 26, 27 horas, e sem incentivo algum, apresentar sua arte é um desafio.

Graffiti Japan



Viajando pela madrugada na internet atrás de novidades para o blog, acabei descobrindo o site Graffiti Japan. Lá você encontrará um portfólio com ótimos grafitis, vídeos e muita coisa interessante. Muito bom para quem curte grafiti, design, arte urbana e artes plásticas.

Visite o site. Muito bom para vermos o que ta rolando lá fora, e ótimo para mudar conceitos.

www.graffitijapan.com

domingo, 24 de abril de 2011

Site do BANKSY

Domingo de pascoa, e =  a nos reunimos com a familia, chocolate, descanso... entao nao vou escrever muito. Apenas darei a dica do cara que esta comandando a algum tempo o grafite no mundo. Se voce nunca ouviu falar dele, ainda vai saber quem e. E se voce trabalha com arte, seja ela qual for, e tambem nunca ouviu falar, tem algo errado. Abre o olho.

O britanico BANKSY, espalha sua arte principalmente na Inglaterra, em Londres. Mas tem grafites em Israel, Miami, Los Angeles, Nova Iorque entre outras cidades. Ainda irei falar bastante do BANKSY no blog. Ele e o cara do momento. Detalhe, ninguem faz ideia de como e o BANKSY. Isso pq ele sempre grafita mascarado e faz questao de manter a identidade em segredo.

O site do artista e http://www.banksy.co.uk/  visite e veja os varios grafites que ele tirou foto e publicou em seu site. Vale muito a pena.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

The Funny Theory - Suécia

Olá pessoal!

Hoje vou mostrar pra vocês um vídeo muito interessante que assisiti no youtube semana passada. O vídeo tem o patrocínio da Volkswagen e é uma produção sueca. Artistas suecos, na calada da noite, instalam dispositivos que emitem o mesmo som de notas musicais de um piano quando as pessoas pisam em cima delas. Detalhe, onde elas pisam são degrais das escadas do metrô sueco. E mais. Ao lado da escada "normal", tem a escada rolante, e ao longo dos dias eles colocaram uma câmera escondida para registrar a reação das pessoas. Resultado? Alguns brincam, outros acham estranho e a maioria deixa de subir de escada rolante para usar a "escada piano". Assim as pessoas exercitaram mais. Alguém propoem fazer o mesmo no Brasil? Vale a pena assistir!! 


 

terça-feira, 12 de abril de 2011

Projeto Quixote

Pesquisando mais e mais sobre a arte do Graffiti no Brasil, acabei visitando o site do Projeto Quixote. E entre seus projetos, achei super interessante a agência Quixote Spray Arte. O projeto é uma OSCIP, sem fins lucrativos e é ligada à UNIFESP. Existente desde 1996, busca construir com crianças e jovens em situação de risco social, alternativas eficientes através da arte para os desafios cotidianos de suas vidas, como a violência, o abandono, a falta de referências e o abuso de drogas. Atua na região da Vila Mariana e Central - como a cracolândia - em São Paulo. Assim explica o site.

Vale a pena dar uma navegada e se possível, contribuir. Ações que levam o conhecimento da arte como forma de socialização, crescimento intelectual, respeito e integração a sociedade, sempre tem que ser divulgado e incentivado. O Projeto Quixote tem o total apoio do blog Art na Rua. Parabéns para toda a equipe!


Para ficar por dentro do projeto visite http://www.projetoquixote.org.br/

domingo, 10 de abril de 2011

Grafite polêmico em ponte ganha prêmio público na Rússia

E vamos estrear o blog com dois grandes nomes do grafiti mundial. O ingles Banksy e os russos do Voyna. Boa leitura e obrigado por visitar o blog.



DA EFE, EM MOSCOU

O grupo de grafiteiros russos Voyna recebeu o prêmio à Inovação concedido pelo Ministério da Cultura da Rússia pelo desenho de um pênis em uma ponte levadiça de São Petersburgo.

O ideólogo do grupo, Alexei Plucher-Sarno, ressaltou nesta sexta-feira (8) em seu site que o júri de especialistas e críticos de arte havia decidido unanimemente conceder o prêmio ao Voyna, segundo as agências russas.

Além do prêmio propriamente dito, criado pelo Centro de Arte Moderna, os grafiteiros receberão 400 mil rublos (US$ 13 mil).

O grupo acusou o Ministério da Cultura de tentar excluí-los da lista de candidatos por apresentarem uma obra artística transgressora e crítica com a "ordem estabelecida".

Por outro lado, a porta-voz do ministério, Natalia Uvarova, apontou nesta sexta-feira que a pasta "não é um órgão censor que revoga as decisões tomadas por profissionais", segundo a agência oficial RIA Novosti.
"O direito de escolher os candidatos é prerrogativa de especialistas e o ministério não pode influir de nenhuma maneira nesse processo", disse.

Organizações religiosas próximas à Igreja Ortodoxa criticaram a concessão de um prêmio financiado com dinheiro do Estado russo ao Voyna.

Em 14 de julho de 2010, nove grafiteiros do grupo desenharam em um tempo recorde de 23 segundos um pênis com tinta fosforescente na ponte sobre o rio Neva antes que fosse levantada para dar passagem a navios de grande porte.

A imagem, observada por inúmeros turistas, permaneceu erguida no céu da cidade durante duas horas, antes de as autoridades desceram a ponte e apagarem a obra.

O desenho do pênis pode ter sido o trabalho mais badalado internacionalmente do grupo, mas o mais apreciado pelos russos foi a campanha dos cubos azuis, com a qual o Voyna queria denunciar o abuso no uso das sirenes oficiais por parte dos burocratas.

Além disso, o grupo também ridicularizou o governo ao desenhar uma caveira na sede do Executivo com raios laser.

"Arte e política não podem mais ser separadas na Rússia. A arte só pode ser livre e política. Se você é um artista honesto, não pode se calar quando ao redor está se recriando um inferno policial", afirmou à Agência Efe Oleg Vorotnikov, fundador do Voyna.

Após quase quatro meses em prisão preventiva à espera de julgamento, os ativistas foram libertados graças aos 300 mil rublos (US$ 10 mil) pagos pelo mais famoso e misterioso grafiteiro do planeta, o britânico Banksy.