Follow by Email

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Projeto Picasso não Pichava - Brasília

 

O Programa Picasso Não Pichava foi criado em 1999 e já atendeu 20 mil alunos em suas unidades e em palestras realizadas em diversas instituições do Distrito Federal, como escolas públicas e particulares, shoppings, Ministério Público, entre outros, sempre com o patrocínio do Banco de Brasília – BRB.

Essa iniciativa da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Brasília tem por objetivo prevenir a criminalidade infanto-juvenil, uma vez que desde 2001, o Programa passou a, além de combater a pichação, atuar de forma preventiva em outras modalidades criminosas e vício em drogas. Apesar do projeto estar um pouco esquecido e dos professores receberem o salário com atrasos, as vagas para participar  do Picasso Não Pichava são bem disputadas.

Confira alguns grafitis da galera do projeto.









18 comentários:

  1. Resido em uma vila em Sobradinho II, lá esta sendo contruida uma praça comunitaria. Em volta existe um muro muito grande e pequenos vandalos estam sujando. Daí tive uma ideia de chamar vocês para grafitar esse muro. como funciona o trabalho de vocês? Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá,estou em busca desse trabalho para uma escola no entorno de brasília, em Valparaiso, a comunidade precisa muito desse trabalho, meu email é gislenemaciel@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Sou Orientadora Educacional do CEMEB (Colégio de Ensino Médio Elefante Branco). Em nossa escola tem muitas pichações. Gostaria promover palestras para diminuir esse problema em nossa escola. Meu e-mail para contato é denisemonfer@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Ola! To com um projeto no parque da cidade e gostaria de envolver pelo menos 2 graffiteiros que tenham passado pela transformacao pichacao/graffiti ou nascidos atraves do projeto de vcs. Todo o material para os 2 paineis propostos vieram de apoio. Podemos envolver mais pessoas se for interessante. Em contrapartida poderiamos fazer alguma referencia ao projeto picasso ou ao art na rua nos paineis trazendo mais visibilidade para vcs; alem do evento de inauguracao. Vamos conversar? Grande Abraco,
    fabricio_cezar@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Ed,
    estou fazendo uma matéria, para um trabalho final de duas disciplinas do curso de Comunicação Organizacional da UnB, sobre moda dos grafiteiros.
    Você tem algum contato que possa me ajudar?
    Grata,
    Mírian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu contato byinha@gmail.com

      meu dead line é quinta feira (21/02/2013)

      Excluir
  6. Boa tarde precisava de um contato que pudesse fazer um trabalho legal assim em uma loja da qual estou abrindo se puderem entrar em contato comigo desde já agradeço...
    Verônica 84591367 91050918 vedelima1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, vocês fazem palestras em escolas? sou professora de arte em uma escola na periferia de Brasília e temos vários problemas com pichações e drogas na escola. Estamos trabalhando para reverter essa situação e penso que a ajuda de vocês seria muito boa. Desde já agradeço,
    Patrícia. Meu contato artes306@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de saber como entro em contato com o pessoal do projeto Picasso não Pichava. Será que vocês poderiam me ajudar?! Agradecida

    ResponderExcluir
  9. Participei como Professor de desenho e graffiti do Projeto Picasso Não Pichava e palestrante e este belo projeto realmente funciona e faz muito bem pros jovens, comunidade e para nossa cidade. Visitem meu blog e vejam a arte que produzo: www.dottoniarte.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. quero seu contato para grafitar um espaço. Meu email é veruschkavale@ig.com.br

    ResponderExcluir
  11. Muito interessada no projeto, entra em contato comigo por favor isabela.bebella@gmail.com

    ResponderExcluir
  12. www,dottoniarte.blogspot.com.br contato de e-mail dottoniarte@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Bom diaaaaa... Vcs fariam pintura em uma parede de academia onde moro e administro? Aguardo resposta... Ricardo Naves. lepaysagericardonaves@gmail.com

    ResponderExcluir